Curta a Nossa
FANPAGE
REVISTA MERCOSUL
For Export
Visitas: 2.691.386 | Email: info@ccmercosul.org.br | Telefone: +55 (11) 5524-6370

FIQUE POR DENTRO


Entenda a relação comercial entre o Brasil e a Venezuela

As atenções do mundo estão voltadas para a economia da Venezuela. O Brasil vende de tudo um pouco para o país: de alimentos a serviços. Sem uma indústria forte, a Venezuela é um mercado consumidor em potencial.

A economia da Venezuela é totalmente dependente do petróleo. Sem contar com um parque industrial significativo e sem uma agropecuária desenvolvida, os venezuelanos importam quase todos os bens e alimentos que consomem. Um dos maiores parceiros é o Brasil.

Em 14 anos no poder, Hugo Chávez comandou um país que viu a sua economia triplicar de tamanho - passou de US$ 97 bilhões para mais de US$ 300 bilhões.

A receita acompanhou a alta do petróleo - o principal produto do país. Os ‘petrodólares’ financiaram as mudanças sociais, mas os venezuelanos também sofreram com a inflação e o desabastecimento.

“Essa dependência do petróleo tem um significado no ciclo político venezuelano. Quando os preços do petróleo sobem, o governo da Venezuela vai bem, do ponto de vista da sua popularidade. Hugo Chávez prometia diversificar e modernizar a economia venezuelana, mas não fez isso. A economia venezuelana se tornou ainda mais dependente das exportações de petróleo”, afirma Demétrio Magnolli, sociólogo.

Sem indústria ou agricultura fortes, a Venezuela abastece quase toda a sua economia com importações. Durante a Era Chávez, o Brasil virou um fornecedor importante de alimentos. E empresas brasileiras conseguiram entrar no mercado venezuelano fazendo obras milionárias de infraestrutura.

No ano passado, por exemplo, o Brasil exportou muito mais do que importou da Venezuela. O saldo na balança comercial foi de US$ 4 bilhões. “Do ponto de vista econômico comercial, durante o período Chávez, a relação com o Brasil foi muito positiva e muito favorável ao Brasil, o que justifica até a ação do Brasil do ponto de vista ideológico e do interesse econômico comercial de incluir a Venezuela no Mercosul”, ressalta Rubens Barbosa, presidente Cons. Comércio Exterior da Fiesp.
Câmara de Comércio do Mercosul e Américas
+55 (11) 5524-6370 | info@ccmercosul.org.br
Agência WebSide