Curta a Nossa
FANPAGE
REVISTA MERCOSUL
For Export
Visitas: 2.685.414 | Email: info@ccmercosul.org.br | Telefone: +55 (11) 5524-6370

FIQUE POR DENTRO


Lula pede que Parlamento do Mercosul "funcione de verdade"

Montevidéu - Em uma entrevista publicada nesta quarta-feira pela imprensa do Uruguai, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rejeitou as críticas ao funcionamento interno do Mercosul, mas defendeu um fortalecimento de seu aspecto "social" e pediu que o Parlamento do bloco (Parlasul) "funcione de verdade".

Em declarações ao jornal "La República", Lula declarou que as críticas ao Mercosul não têm fundamento, "seja teórico, econômico e social", e reconheceu que há divergências econômicas entre os sócios (Argentina, Brasil, Uruguai e Venezuela, além do Paraguai suspenso), algo que, segundo o ex-presidente, é normal em qualquer "aliança comercial".

De acordo com Lula, o que falta é "aperfeiçoar" a "participação do setor social nas decisões do Mercosul, ou seja, fortalecer o Mercosul sindical e fortalecer o Mercosul social".

"Além disso, é necessário que o Parlamento do Mercosul funcione de verdade", opinou o ex-governante, que ressaltou que o bloco obteve "um avanço extraordinário no fluxo comercial" ao comparar o Mercosul de hoje com o Mercosul de 2002.

"O caso do Uruguai é um bom exemplo: em 2002, seu fluxo comercial com o Brasil foi de US$ 825 milhões; em 2010, esse fluxo já tinha alcançado os US$ 2,9 bilhões", exemplificou o ex-presidente.

Na opinião de Lula, diante deste cenário, "o papel do Brasil é utilizar seu potencial de desenvolvimento para criar uma indústria do Mercosul", o que passa por "construir tudo o que for possível em alianças com a Argentina, Paraguai, Uruguai".
Câmara de Comércio do Mercosul e Américas
+55 (11) 5524-6370 | info@ccmercosul.org.br
Agência WebSide