Curta a Nossa
FANPAGE
REVISTA MERCOSUL
For Export
Visitas: 2.683.927 | Email: info@ccmercosul.org.br | Telefone: +55 (11) 5524-6370

FIQUE POR DENTRO


Venezuela adquire 760 mil toneladas de alimentos do Mercosu

Após a visita feita pelo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, aos países do Mercosul para fortalecer as relações bilaterais principalmente no setor alimentício e energético, o ministro para a Alimentação, Félix Osorio, anunciou, nesta segunda-feira (13), que um total de 760 mil toneladas de alimentos chegarão ao país nesta semana para incrementar a reserva nacional.

O objetivo, como havia anunciado Maduro em sua visita à Argentina, é fortalecer a reserva alimentícia de três meses chegando em torno de 2,3 bilhões de toneladas de alimentos. Atualmente o país conta com 20 mil toneladas como reserva estratégica.

Com três meses de reserva de alimentos será possível responder a esta necessidade básica do povo venezuelano e com todas as medidas que estão sendo tomadas em matéria alimentícia. Não vamos permitir que golpeiem nosso povo”, expressou.

Os itens que chegarão ao país são óleo comestível, leite em pó, carne de boi, atum e sardinha enlatada, açúcar, farinha de soja e sorgo, com um investimento de 600 bilhões de dólares.

Por outro lado, o ministro de Agricultura e Terras, Yván Gil, informou que um total de 253.300 hectares em todo o país estão prontos para começar a produção de alimentos e garantir a soberania alimentar do país.

O ministro informou que o governo identificou 800 mil hectares, que foram recuperados dos latifundiários, e mais de 253 mil estão prontas para a produção. Além disso, estão sendo pensadas formas de desenvolver as empresas agrícolas, cooperativas ou grupos de camponeses para aumentar a produção de alimentos.

Gil ressaltou que a meta é atingir uma situação de segurança alimentícia até 2015. De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), 800 milhões de pessoas passam fome no mundo. Nenhuma delas é Venezuela. “Aqui erradicamos [a fome] e nós vamos alcançar com antecipação as metas do milênio em matéria de alimentação”.

Maduro, acusou, neste domingo (12) a empresa Alimentos Polar, a maior do país no setor de alimentos, de esconder produtos básicos para causar desabastecimento e desestabilizar seu governo, enquanto o país atravesa uma das maiores ondas de escasez nos mercados dos últimos cinco anos.
Câmara de Comércio do Mercosul e Américas
+55 (11) 5524-6370 | info@ccmercosul.org.br
Agência WebSide