Curta a Nossa
FANPAGE
REVISTA MERCOSUL
For Export
Visitas: 2.615.364 | Email: info@ccmercosul.org.br | Telefone: +55 (11) 5524-6370

FIQUE POR DENTRO


Dilma fala em retomar diálogo intenso com o Paraguai

Suspenso do Mercosul desde o impeachment relâmpago do então presidente Fernando Lugo, em junho do ano passado, o Paraguai busca o reingresso no bloco com Horacio Cartes. Em visita ao Brasil nesta segunda-feira, o presidente do país vizinho se reuniu com Dilma Rousseff no Palácio do Planalto para tratar da agenda comum entre as duas nações. É a terceira vez que eles se encontram desde a posse de Cartes. Dilma afirmou acreditar que a integração "tem um potencial muito maior do que isso. Por isso, o momento é de retomar com intensidade o diálogo bilateral e fortalecer a parceria histórica em âmbito regional".

"Discutimos bastante a questão do Mercosul e reiterei a importância que o Brasil dá ao Paraguai no Mercosul, inclusive que essa participação tem um significado muito importante nesse momento. Consideramos que nós somos capazes de integrar da Patagônia ao Caribe, me referindo à Venezuela. Isso torna nossa região com um tecido multilateral muito mais forte", discursou Dilma.

Segundo Cartes, "o Paraguai quer entrar na mesa grande porque tem atrativos e vive um momento que goza de crédito que antes não tinha". O retorno do Paraguai ao Mercosul estava previsto para depois da posse de Cartes, escolhido em eleições democráticas, mas o país só deve voltar ao bloco no ano que vem, depois de encerrada a presidência Venezuelana.

Apenas o congresso paraguaio relutava em dar o aval para que a Venezuela entrasse no Mercosul. Assim que foi suspenso, os demais países-membro aprovaram a entrada do país, então comandado por Hugo Chávez. Com esta rusga na relação, Assunção decidiu não retornar durante a gestão venezuelana.

Ao ir à posse de Cartes, no dia 15 de agosto, Dilma encabeçou uma investida para tentar convencer o presidente Paraguaio a retornar ao bloco. Apesar deste ainda ser o tema predominante nesta visita de Estado, temas bilaterais ainda serão tratados. Estão na agenda dos dois países cooperação técnica, desenvolvimento fronteiriço, além de temas comerciais e de infraestrura.
Câmara de Comércio do Mercosul e Américas
+55 (11) 5524-6370 | info@ccmercosul.org.br
Agência WebSide