Curta a Nossa
FANPAGE
REVISTA MERCOSUL
For Export
Visitas: 2.615.825 | Email: info@ccmercosul.org.br | Telefone: +55 (11) 5524-6370

FIQUE POR DENTRO


câmara de Comércio do Mercosul assina protocolo visando ampliar integração com a Venezuela

O presidente da Câmara de Indústria e Comércio do Mercosul e Américas, Miguel Luján, visitou a Venezuela com o objetivo de formalizar o apoio da instituição à entrada do país vizinho no Mercosul. Durante a visita foi assinado um protocolo de cooperação entre a instituição sediada em São Paulo e a Câmara de Comércio e Indústria Mercosul/Venezuela.

Segundo Miguel Luján, no contexto do protocolo, serão realizados trabalhos conjuntos nas áreas institucional, educativa, da agricultura, turismo e comércio. Na visita, o presidente Luján esteve acompanhado por Rogério Lino Pereira, Diretor de Operações Corporativas da Câmara de Indústria e Comércio do Mercosul e Américas.

Ao assinar o protocolo, em cerimônia realizada no Círculo Militar de San Cristóbal, no estado de Táchira, o presidente da Câmara do Mercosul afirmou que ” a Venezuela é a filha mais jovem do Mercosul e tanto os países membros do Mercado Comum do Cone Sul como seus associados tem grandes expectativas com o ingresso da Venezuela no bloco. Através deste e de outros convênios e protocolos de cooperação, os empresários das pequenas, médias e grandes empresas terão o apoio e a orientação acumulados em nossos mais de 21 anos de experiência”.

Miguel Luján disse ainda que “os resultados aparecerão em curto prazo. Essa certeza nasce do fato de que já foram feitos convênios, reuniões e tratativas previamente à assinatura do protocolo e a partir de agora o esforço conjunto será maior e mais efetivo”.

Por outro lado, Rogério Lino Pereira ressaltou a importância de se investir na Venezuela, ao invés de fazê-lo na Europa, devido à forte crise que atinge o continente europeu e em particular os Estados-membros da União Europeia.

Segundo ele, “a Venezuela aporta ao Mercosul suas riquezas naturais, que devem ser exploradas. Seus atrativos turísticos, que ainda não são conhecidos como merecem, podem desempenhar um papel fundamental na economia venezuelana, com reflexos nos países vizinhos, assegurando a entrada de divisas a exemplo do que acontece na Espanha, Itália ou Portugal, países que tem no turismo uma extraordinária fonte de receitas e geração de empregos”.

Ao participar da cerimônia de assinatura do protocolo que incorporará o setor produtivo de Táchira ao processo industrial do Mercosul, Jaime Pérez, presidente da Câmara de Indústria e Comércio do Mercosul, capítulo Venezuela, sublinhou que a aliança fortalece a integação, o desenvolvimento da cultura produtiva e o avanço no estudo do Mercosul, três aspectos determinantes da política internacional promovida pelo ex-presidente Hugo Chávez, que por repetidas vezes reiterou que “É preciso estudar o Mercosul”.

Nesse contexto, em breve será criado o Instituto Latino-Americano de Altos Estudos do Mercosul, que funcionará em colaboração com universidades venezuelanas e oferecerá cursos de graduação, pós-graduação e diplomados.

Mercosul e Táchira

Na visita à Venezuela, o presidente Miguel Luján e o diretor Rogério Lino Pereira tiveram uma reunião de trabalho com o governador Bolivariano José Vielma Mora com quem trataram de detalhes ligados aos mecanismos de cooperação a serem implementados entre o setor produtivo tachirense e a Câmara de Indústria e Comércio do Mercosul.

Na oportunidade, o governador Vielma Moura afirmou que “falar do Mercosul é falar de sonhos, é falar da América. Desde 2006 o Comandante Hugo Chávez estava convencido dos benefícios que o ingresso no Mercosul traria para a Venezuela e em especial para os seus estados produtores”.

Com o protocolo firmado, o setor produtivo venezuelano pretende aproveitar as oportunidades criadas com a associação à Câmara do Mercosul para usufruir dos benefícios dos direitos alfandegários, das linhas de financiamento e das alianças entre empresas privadas e instituições governamentais existentes no Mercosul e buscar uma maior e mais expressiva participação no poderoso mercado do bloco formado pela Argentina, Brasil e Uruguai, além da Venezuela.

O governador Vielma Moura convidou os empresários do Mercosul a visitar Táchira e participar das obras de modernização da cidade de San Cristóbal e vizinhança. Ao fazê-lo, afirmou que “minha filosofia de trabalho se baseia em três pilares: importar, produzir e exportar e com isso gerar emprego para dinamizar a economia sem exploração e com justiça social. Estamos nos preparando para ingressar no Mercosul de forma plena, construindo aeroportos, estudando a criação de zonas francas destinadas à produção de mercadorias como vidros, plásticos, têxteis e autopeças entre outros produtos.

Também pretendemos concluir a autoestrada ligando Maracaibo a Barinas, melhorar as comunicações e criar um sistema multimodal envolvendo trens, aeroporto e vias de acesso”.


Câmara de Comércio do Mercosul e Américas
+55 (11) 5524-6370 | info@ccmercosul.org.br
Agência WebSide