Curta a Nossa
FANPAGE
REVISTA MERCOSUL
For Export
Visitas: 2.682.375 | Email: info@ccmercosul.org.br | Telefone: +55 (11) 5524-6370

FIQUE POR DENTRO


Filial do Mercosul em Goiás

Goiás ganha uma filial da Câmara de Comércio do Mercosul, que será instalada dentro da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg), com o propósito de facilitar e aumentar as exportações de produtos goianos.

O anúncio surgiu a partir de uma parceria entre os dois órgãos para a realização da 1° Feira de Congresso Internacional do Comércio Exterior, que começou ontem e continua hoje. A solenidade de abertura contou com a presença do governador de Goiás, Marconi Perillo, e do prefeito de Goiânia, Íris Rezende.

Para o presidente da Acieg, Pedro Bittar, esta filial funcionará como um clube de exportadores. "Já que temos contato com o fornecedor, também teremos contato direto com o exportador, o que irá facilitar as exportações goianas", anima. O micro, pequeno e médio empresário, frisa, consideram a exportação um bicho-de-sete-cabeças, e o evento foi criado com o objetivo de mostrar para esta classe que existem grandes possibilidades e mercados para a comercialização de cada um desses produtos em nível de Goiás.

A associação hoje oferece todo o apoio necessário para esta classe empresarial produtora que deseja exportar. Com a criação do Departamento de Comércio Exterior, explica, haverá profissionais capacitados, com fluência de sete idiomas. Já foram realizados contatos em vários paises e trabalhos em desenvolvimento e outros concluídos. "São 14 projetos de exportação em andamento e já contamos com um finalizado: o de exportação de aves ornamentais para Huston, nos EUA", comenta.

Bittar ressalta que existe procura desde o açúcar, cana-de-açúcar, farinha de osso, farinha de mandioca, água ardente de cana-que chega a ser vendida a US$182 - , polpa de tomate, minério de cristal e pedras preciosas e semipreciosas. No caso do açúcar de Goiás, por exemplo, existe uma encomenda de 850 mil toneladas e a produção do Estado é de 600 mil toneladas. As exportações goianas atingiram um recorde histórico em abril, com US$146,409 milhões. O aumento foi de 8,37% em relação ao mesmo mês do ano passado. Em volume exportado, Goiás também atingiu um alto índice para o mês, com 450.979 mil toneladas.

O presidente da Câmara de Comércio do Mercosul, Miguel Lujan, comenta que foi convidado pela Acieg para incentivar os produtos de Goiás para o mercado internacional. "Desenvolvemos um trabalho pratico e pontual para os empresários do Mercosul para venderem no mercado europeu ou na África. Em Goiás funcionaremos como um elo entre o produtor e o comprador".

As maiores exigências dos compradores externos com relação a produtos, sejam goianos ou de outras origens, são a qualidade e o preço. Com estes elementos, garante Lujan, o produto é vendido.

"A presença da Câmara pode facilitar e muito as exportações. Só falta começarmos a trabalhar", frisa.

APOIO ÁS VENDAS

Com o tema Soluções em Negócios Internacionais, a 1° Ficomex espera reunir cerca de 500 empresários do ramo para incrementar a exportação de produtos goianos. Tendo qualidade e preço, sempre há compradores.

Cada 40 e 50 empresários que a Câmara leva para rodada de negócios no exterior, há 300compradores. "O grande problema dos empresários, quando saem fora de seu país e participam de um evento, é que fazem contato com empresários estrangeiros e, quando termina o evento, cada um volta para sua empresa, manda um ou dois e-mails, e param as negociações", destaca o presidente da Câmara de Comércio do Mercosul, Miguel Lujan.

"Agora na Câmara criamos um núcleo de exportadores, onde fazemos todo o trabalho da logística, do segmento do negócio da feira, para garantir a contra-parte e a continuidade dos negócios. Temos esperança de uma breve solução para os exportadores no que diz respeito á queda do dólar", apontou.

De acordo com o presidente da Acieg, Pedro Bittar, o Congresso é um evento inédito em Goiás pela maneira que foi planejado e por reunir uma feira e um congresso paralelos. "É uma feira que vem, muita vezes, como uma solução de negócios internacionais".

PALESTRANTES
O evento conta com palestrantes, rodadas de negócios, Embaixadas e Câmaras de alguns países, como a Câmara Americana (AMCHAM), Ítalo Brasileira, Alemã, do Mercosul, Haiti, Bélgica e Goiás-Itália.

"A partir de hoje falamos que esta é a primeira Ficomex, pois a partir do próximo ano ela esta para acontecer no Centro de Convenções de Goiânia, com parceria do Mercosul e de todos os países envolvidos . Enfim, será uma grande feira internacional."
Câmara de Comércio do Mercosul e Américas
+55 (11) 5524-6370 | info@ccmercosul.org.br
Agência WebSide